Severiano Porto

Responsável por conceber uma arquitetura única, Severiano Porto, também conhecido como arquiteto da floresta ou arquiteto da Amazônia. Os edifícios eram concebidos a partir da aplicação renovada das tendências modernas ao sítio, clima, materiais e ao jeito brasileiro, atendendo as necessidades locais.
Severiano Mario Porto nasceu em 1930, se formou no Rio de Janeiro pela Universidade do Brasil e depois se mudou para Manaus, onde suas obras tiveram grande destaque. Foi responsável por conceber um modelo único de arquitetura que unia técnicas desenvolvidas por ribeirinhos e caboclos com as mais modernas e inovadoras criações.
Entre os projetos desenvolvidos pelo arquiteto estão: o Estádio Vivaldo Lima, 1965, e o restaurante Chapéu de Palha, de 1967, ambos já demolidos. Em 2016, por iniciativa da Assembléia Legislativa do Amazonas, com envolvimento do CAU/AM, diversas de suas obras foram tombadas, por seu interesse arquitetônico, histórico e cultura. Entre elas, está o Fórum Henoch Reis, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a Sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), o Banco da Amazonia e o Centro de Proteção Ambiental de Balbina, hoje em ruínas.

2.png
8.png
7.png

Residência Robert Schuster

9.png

SUFRAMA

3.png
4.png

Fórum Henoch Reis

Estádio Vivaldi Lima

5.png
6.png

Pousada Guaravenas

Residência Recife

E aí, já ouviu falar sobre o Severiano Porto e sobre suas obras icônicas?
Conta pra gente e compartilhe com os amigos!