MADEIRA LAMINADA COLADA CRUZADA (CLT)

66704PR151125-018D.jpg

  A utilização da madeira na construção civil é comum desde o início da civilização até nos dias atuais. Com o aumento da necessidade de construções mais sustentáveis e reduzir o impacto ambiental, foi implementado um novo processo de reutilização da madeira nas edificações. Este processo resultou na Madeira Laminada Colada Cruzada, mais conhecida como a sigla americana CLT (Cross Laminated Timber).

Quer explorar mais o assunto?

Continue neste post!

Fonte: ArchDaily

CLT.gif

Fonte: ArchDaily

  O Instituto Nacional Americano de Normas Técnicas define a CLT como um produto de madeira engenheirada pré-fabricada feito de pelo menos 3 camadas ortogonais de madeira laminada serrada que são coladas com adesivos estruturais para formar um sólido retangular, moldado para aplicações em telhados, pisos ou paredes.   O CLT começou a ser desenvolvido na Áustria e na Alemanha em 1990. O processo de normatização iniciou em 1998 e apenas em 2014 foi regulamentado a produção de CLT na Europa.  No Brasil, a produção de madeira laminada colada cruzada, teve início em 2012.

28098979911_a3270ae7e2_o.jpg
28765880550_ffaa82e52a_o.jpg

    A Madeira Laminada Colada (CLT) é empregada em diversos usos na construção civil devido a sua flexibilidade em se adaptar as formas e dimensões variadas mediante a concepção de um projeto. Atualmente no mercado a CLT é utilizada como paredes, pilares, pisos, forros, telhados, mobiliário entre outros elementos.

  Nos últimos anos a pesquisa e métodos de produção impulsionaram a utilização da CLT para estruturar edifícios, desde pórticos simples, como vigas e pilares, até toda a concepção estrutural do edifício, visto que hoje já existem edifícios com estrutura integral de CLT.

Fonte: ArchDaily

00_ACME-Staircase-18-Ed_Reeve.jpg

Quais são os benefícios de construir com a 
madeira laminada colada cruzada?


 

Produção e Pré- fabricação:

O  canteiro de uma obra que utiliza o CLT é  totalmente limpo, pois as placas são realizadas em fábrica e levadas ao canteiro apenas para montagem. O que agiliza o processo de construção, pois esta não está dependente dos agentes climáticos da região.

Resistência:

As laminas cruzada gera propriedades resistentes que tornam o material uniforme, assim como  o concreto e como o aço, permitindo o uso do material em  grandes edificações com vãos e alturas potencialmente maiores. Os painéis possuem propriedades próximas ao do concreto que permite uma liberdade projetual muito maior.

Fogo:

A baixa área de superfície e as características de ambiente hermética ajudam na inibição do alastramento do incêndio em um espaço contido, limitando o combustível disponível ( encapsulamento da chama). A  massa térmica  é um grande atributo, enquanto um lado do painel suporta elevadas temperaturas, o outro está em temperatura ambiente. 

Sísmica:

Devido a rigidez e a estabilidade das placas de CLT, o sistema demonstra-se eficientes a eventos de abalos sísmicos pois sua resistência a cargas laterais é eficiente. 

Acústico e Vibração:

A massa da parede contribui para o desempenho acústico proporcionando a inibição de ruídos e impactos. Também oferecem benefícios acústicos adicionais quando utilizado vedantes e membranas termo acústicas para aumentar a tensão do ar e do isolamento acústicos presentes nas interfaces das placas.

00_ACME-Staircase-13-Ed_Reeve.jpg
photolux_studio_4.jpg

Fonte: ArchDaily

Isolamento Térmico:

É um ótimo isolante devido a precisão dos cortes e juntas bem executadas, que evitam a criação de pontes térmicas na estrutura. A temperatura interior pode ser mantida com apenas um terço de gasto de energia necessária para o aquecimento de edificações tradicionais.

Durabilidade:

A madeira tem uma vida útil longa se dado os devidos cuidados de manutenção e design favorável ao material. A base para uma alta durabilidade é o processo de projetual e o cuidado com fatores externos que possam degradar a estrutura.

Ambiental: 

A madeira é um material renovável diferentemente de outros materiais estruturais, supera o concreto em termos de energia incorporada, poluição de ar e água e tem capacidade de armazenamento de gás carbônico (CO2) dentro da microestrutura.

O CLT é um material novo na área da construção civil, mas demonstra muita eficiência em seu desempenho estrutural e ambiental. Apesar de ser um campo de estudo recente, existem diversas pesquisas sobre o CLT que aborda as características e analisam as possibilidades da construção civil, tanto em termos de concepção projetual quanto na execução da obra. O sistema construtivo reflete as necessidades do mundo moderno de adaptação e reutilização, promovendo uma resposta adequada às problemáticas ambientais, de conforto e econômicas  evidentes. 

Dúvidas? Entre em contato! Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos!